Os gases do efeito estufa não podem ser completamente eliminados da atmosfera. Mas é possível reduzí-los! Muitos estudiosos vem apresentando tecnologias que mostram inventos e ideias da atualidade capazes de amenizar os efeitos. Algumas delas são:

AerogeradoresEnergia Eólica

Utiliza-se a força dos ventos para gerar energia através de um gerador. Há séculos já utilizavam essa energia para movimentar barcos e moinhos. É uma fonte limpa e renovável. A Europa é o país que mais utiliza esse tipo de energia, tendo em 2009, respondido pela capacidade de 62% na geração de eletricidade, estes são dados do relatório Renewable Energy Snapshots de 2010, publicado por uma instituição que cuida dos interesses da União Européia. 

Biocarvão

É uma das soluções para capturar o carbono, consiste na queima de qualquer material orgânico num processo que não utiliza o oxigênio. É uma técnica simples e antiga que faz com que parte do CO² fique retido no solo, aumentando a fertilidade e diminuindo os efeitos do Aquecimento Global.

Energia Solar

Energia proveniente do sol. Utiliza-se painéis solares e sistemas que aquecem casas, empresas e ou piscinas. Esta por ser uma fonte natural não polui o meio ambiente. Apesar de ser pouco utilizada devido ao custo e pelo armazenamento é uma ótima opção para reduzir processos que afetam a atmosfera, como queimar lenha ou combustíveis.

Usinas Domésticas

São micro geradores em residências que atenderiam as necessidades de quatro moradores em uma casa. Este estudo foi realizado em Massachussetts nos EUA, pelo laboratório de Células de Combustível Nuvera. Essas usinas também podem ser comunitárias e responsáveis por abastecer uma vila, fazendas, sítios, agro indústrias, entre outros.

A Força dos Oceanos

Essa energia é obtida através das ondas, marés e correntes. Na França, em 1966, já foi construída a primeira usina maremotriz, mas este tipo de energia ainda encontra-se em fase de teste.

Casas Supereficientes e Ecológicas

São casas ecológicas voltadas para a questão ambiental. São econômicas, exceto alguns sistemas que as tornam caras e cada detalhe na hora de construir é importante. Há também a transformação de imóveis prontos usando sistemas eficientes. Um exemplo de país que utiliza o sistema é a Alemanha, que busca reduzir 90% da emissão de CO² com o investimento nessas casas.

Carros Elétricos

São carros caros de um custo alto que funcionam a base de energia armazenada em baterias, mas quando se tornarem mais eficientes pode ser que os preços reduzam. Sem o uso de gasolina o motor de carro elétrico promete revolucionar o ramo automobilístico.

Captura de Carbono ou Sequestro de Carbono

É a captura e o armazenamento do dióxido de carbono. Este conceito é proveniente na Conferência de Kyoto. O intuito foi minimizar o acúmulo de CO² na atmosfera. Estes são alguns dos esforços do governo para reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

O setor de indústrias e de transporte são os que possuem mais atividades que contribuem para a geração de gás carbônico. O CO² é um elemento importante, pois, é um gás que está presente em vários processos do ambiente(como a fotossíntese) e portanto é fundamental para os seres vivos.

Biocombustíveis

O biocombustível é um combustível proveniente da cana de açúcar, do  milho, da soja e de outros vegetais. Estes são materiais biológicos que quando em combustão produzem energia. Por exemplo, a cana de açúcar que gera o álcool é menos agressiva ao meio ambiente por um lado, mas por outro, as plantações do produto provocaram problemas com o solo e clima, especialmente no nordeste brasileiro. Esse tipo de energia alternativa causa uma diminuição na produção de petróleo, mas ainda há a dependência do mesmo.

Outro tipo de combustível é o biodiesel, um óleo derivado de algumas plantas e que possui a vantagem de substituir parcialmente os derivados do petróleo, sem modificar os motores. Como ainda há a derrubada de florestas e a possibilidade de afetar a produção de grãos há pessoas que não concordam com o seu uso, contudo nos EUA e em outros países está sendo criado uma nova tecnologia, a hidrólise enzimática, um processo de quebra de celulose para gerar etanol. O uso dos biocombustíveis diminuirá a dependência humana do combustível fóssil (ou seja, do petróleo).

Seja Consciente em Casa

Ilustração Planeta TerraNa hora de gastar somos os primeiros. E na hora de economizar?

Umas das soluções para quem quer aderir ao estilo ecológico de ser, é diminuir as emissões de CO² dentro de casa. A meta que foi instituida para o Brasil, um compromisso voluntário apresentado na COP 15, é de cerca de 36,1% e 38,9% até 2020. Este projeto se transformou na Lei 12.187/09 sancionada por Lula, em 2009, que institui a Política Nacional sobre Mudanças do Clima. Abaixo seguem algumas dicas para ser ecologicamente correto e diminuir uma parcela significativa de CO².

  • Optar pelo uso de meios de transporte público, bicicleta ou caminhada pode reduzir mais de meia tonelada de CO² se você dirige 20.000 km por ano e ainda pode ser convertido em uma atividade física.
  • Use ventilador comum ou ventilador de teto ao invés de ar condicionado que possui uma substância 1300 vezes mais potente que o CO², por causa de seus fluídos que produzem frio a base de hidrocarbonetos.
  • Abastecer veículos com álcool ou biocombustíveis já reduz 500 kg de CO². Observar a manutenção de seu motor, porque motores em péssimas condições podem ingerir 50% a mais de seu combustível e ainda produzir 50% mais CO².
  • Utilize lâmpadas florescentes, além de economizar na conta de luz, você irá reduzir por ano entre 100 kg e 499 kg de CO². Apague as luzes, tire os eletrodomésticos que não estão em uso da tomada, deixe os computadores ligados por menos tempo e no modo de espera quando não estão sendo utilizados, isso reduzirá em 100 kg.
  • Utilize pouco papel, abuse das folhas de rascunho, do papel reciclado, use muito email e recicle papéis e papelões quando já utilizados, mais 100 kg serão reduzidos.